Ação de solidariedade aconteceu em Feira Nova. Menino dividia cama com a avó e, por vezes, a derrubava. Chefe da família ganha menos de um salário mínimo por mês.

Faltando 20 dias para o Natal, uma equipe da Polícia Militar cumpriu uma missão solidária, em Feira Nova, no Agreste de Pernambuco. Uma sargento, dois soldados e um PM em formação se uniram para comprar uma cama e a doaram para uma família formada por três crianças, a mãe e a avó, que dividiam os poucos leitos disponíveis na casa, na periferia da cidade.

Com esse gesto, os policiais esperam amenizar as dificuldades da família, comandada por uma mulher que trabalha em uma casa de farinha e ganha menos de um salário mínimo por mês.

“A gente soube que uma das crianças, a mais velha, dormia na mesma cama que a avó e, de vez em quando, o menino a derrubava durante a noite”, afirmou a sargento Ane Danielle Muniz, que atua há 14 anos na corporação.

A família mora no bairro de São José da Cachoeira, área pobre de Feira Nova, distante 77 quilômetros do Recife. Na casa, vivem a chefe da família, Zenaide Maria da Silva, de 38 anos, a filha, Aline Maria da Silva, de 20 anos, e as três crianças.

Gabriel, que ganhou a cama, tem 4 anos. Douglas e David são gêmeos e têm 1 ano e dois meses de vida. Eles nasceram prematuros, aos seis meses de gestação, e ficaram internados em um hospital na área central do Recife no começo da vida.

"Foi muito gratificante receber esta cama. A gente estava querendo comprar ela há mais de três anos. Agora, o mais velho vai dormir melhor. O berço de um dos gêmeos eu ganhei de presente e o outro, o pai comprou", comemorou Aline.

Enquanto Zenaide trabalha na produção de farinha de mandioca, perto da residência, Aline fica em casa com os filhos e recebe Bolsa Família. O pai dos meninos, segundo Aline, abandonou a moradia e está com outra mulher.