Um incêndio no shopping Zimnyaya Vishnya na cidade siberiana de Kemerovo, Rússia, no domingo... 

 Deixou ao menos 64 pessoas mortas, segundo a representante oficial do Comitê de Investigação russo, Svetlana Petrenko. Mais de 660 pessoas estão envolvidas no resgate.

No início da segunda-feira, o Ministério de Emergências da Rússia informou que o incêndio teria matado 37 pessoas e deixado ao menos 45 feridos. Posteriormente, um representante do centro de crise disse à Sputnik que o número de vítimas subiu para 64 pessoas.

O foco do incêndio estava no andar superior onde ficam várias salas de cinema e áreas de entretenimento para crianças.

Das 64 pessoas mortas no incêndio, foram reconhecidas apenas 15, afirmaram no comitê. Segundo comentou o Ministério da Saúde, será impossível identificar todas as vítimas sem realização de testes de DNA. Duas salas de cinema onde supostamente o incêndio teria se originado desabaram.

Muitas pessoas estão recorrendo às redes sociais para lamentar o ocorrido. Algumas alegam terem recebido mensagens de despedida de parentes presos no prédio em chamas. Testemunhas também postaram vídeos do edifício pegando fogo.

O secretário-geral do Conselho Europeu, Thorbjorn Jagland, expressou condolências à Rússia. "Estou profundamente chocado com as notícias devastadoras vindas da Sibéria nesta noite […] Em nome no Conselho Europeu, eu estendo minhas sinceras condolências ao nosso Estado membro, a Rússia", disse Jagland em comunicado obtido pela Sputnik.