Humberto Costa, Jarbas Vasconcelos e Mendonça Filho devem ser nomes na corrida para o Senado no Estado

A corrida eleitoral em Pernambuco deverá afunilar nomes de MDB, PT e DEM na disputa pelas duas vagas para o Senado - do senador petista Humberto Costa, que tentará a reeleição, e dos deputados federais Jarbas Vasconcelos, emedebista, e Mendonça Filho, democrata. O PSB, partido do governador Paulo Câmara, prefere abrir mão de lançar nomes ao Senado para deixar o espaço na chapa para atrair partidos aliados.

Outros quatro partidos - PSC, PSOL, PSL e Avante - manifestaram interesse em concorrer ao Senado, em um cenário sem confirmação.

Na opinião do cientista político Leon Victor Queiroz, da Universidade de Campina Grande, Jarbas Vasconcelos leva vantagem e a disputa pode ser pela segunda vaga. "O grande embate será entre Humberto Costa, que busca a reeleição, e o ex-ministro Mendonça Filho. O petista já tem uma história consolidada e é bastante conhecido. O democrata também, sem falar que é ex-governador e foi considerado um bom ministro da Educação”, afirmou o analista.

O cientista político Rodrigo Lins ressaltou que, "historicamente Pernambuco não elege os senadores da chapa do governador eleito". "É preciso esperar a campanha para ver quem terá um desempenho melhor”, afirmou.

MDB e DEM deverão compor a chapa de Câmara à reeleição, enquanto o DEM deve apoiar o senador Armando Monteiro Neto (PTB) em sua candidatura ao governo do Estado.