A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (27) a segunda fase da Operação Insanidade em Garanhuns, no Agreste de Pernambuco. A ação foi instaurada com a finalidade de apurar ilegalidades na aquisição e distribuição de medicamentos, principalmente os de uso controlado, pela Secretaria Municipal de Saúde de Agrestina entre os anos de 2018 e 2019.

A segunda etapa da operação tem como foco as empresas fornecedoras de medicamentos sediadas na cidade de Garanhuns que teriam sido vencedoras de pregão eletrônico.

O objetivo é cumprir quatro mandados judiciais de busca e apreensão, a fim de arrecadar documentos e informações, nas sedes das empresa, que comprovem a legalidade ou ilegalidade no processo de fornecimento de medicamentos controlados, como também a regularidade no trânsito desse tipo de produto entre os fornecedores e a Prefeitura Municipal de Agrestina.

Quem está no ar

Facebook

Instagram