Análise dos pedidos havia sido adiada, mas advogado do petista solicitou celeridade.

 

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu retomar nesta terça-feira (25) o julgamento de dois habeas corpus apresentados pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O julgamento estava agendado para ser retomado nesta terça, porém, havia sido adiado depois que o ministro Gilmar Mendes pediu, nesta segunda (24), para retirar um dos pedidos de liberdade de pauta.

No início da sessão desta terça da Segunda Turma, o advogado Cristiano Zanin Martins, responsável pela defesa do ex-presidente, argumentou, na tribuna do colegiado, que Lula está preso há mais de 400 dias e pediu prioridade no julgamento do habeas corpus em que é apontada a suspeição de Moro. “Estamos diante de um caso cujo julgamento já foi iniciado”, disse.

São dois habeas corpus, um em que os advogados questionam a atuação do relator da Lava Jato no STJ, Felix Fischer, e outro em que é apontada a suspeição do ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, durante o processo no qual o ex-presidente foi condenado.

Quem está no ar

Facebook

Instagram