O caso é investigado pela Polícia Federal e pelo Ministério Público

Ação deflagrada pela Polícia Federal na manhã desta quinta-feira (27), em Brasília e Minas Gerais, mira candidaturas laranjas patrocinadas por Marcelo Álvaro Antônio na eleição de 2018. Os mandados de prisão, busca e apreensão foram autorizados pela Justiça de Minas Gerais.

Mateus Von Rondon Martis, assessor especial do Ministério de Turismo e considerado braço-direito do ministro Álvaro Antônio, foi preso em Brasília.

Segundo reportagem da Folha de S. Paulo, o ministro Álvaro Antônio, reeleito no ano passado como deputado federal mais votado no estado de Minas Gerais, teria patrocinado um esquema de candidaturas de fachada em seu estado, direcionando verbas públicas de campanha para empresas ligadas ao seu gabinete na Câmara.

Documentos foram apreendidos pela Polícia Federal em endereços ligados ao PSL-MG, os investigadores veêm elementos da participação do ministro na fraude, além de terem encontrados provas concretas de irregularidade na prestação de contas das campanhas do partido.

O caso é investigado pela Polícia Federal e pelo Ministério Público em Minas Gerais.

Quem está no ar

Quem está Online

Temos 15 visitantes e Nenhum membro online

Siga-nos

Instagram

Rede Sociais